Indicadores de contexto

A partir do Enem 2013, os resultados das escolas no exame passaram a ser divulgado juntamente com outro elemento: os indicadores de contexto.

Indicador de contexto é uma informação que representa um conjunto de dados agregados e permite uma melhor compreensão dos resultados e possibilita comparações mais justas. O indicador pode ser quantitativo ou qualitativo.

Se estivéssemos comparando o tempo recorde obtido em provas de maratona em distintas cidades, elementos como o tipo de piso, horário da corrida, topografia do terreno, altitude do lugar etc., seriam informações de contexto muito relevantes para estabelecermos a comparação.

 

Indicadores de contexto no Enem

Oficialmente, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC) não se pronunciou sobre quais indicadores de contexto irá divulgar juntamente com as médias das escolas no Enem. Mas para instituições como a Meritt – que acompanham os estudos em avaliação em larga escala, como o Enem – é possível deduzir o uso de pelo menos um indicador, visto a sua relevância para os pesquisadores: é consenso que aspectos externos à escola têm grande influência sobre a proficiência dos alunos e, portanto, devem ser ponderados quando os resultados são analisados.

Trabalhando com dados sobre escolaridade dos pais, serviços e produtos presentes em casa, é possível classificar os alunos em níveis socioeconômicos. Ao cruzarem o nível socioeconômico com os pontos dos alunos, os pesquisadores concluíram que, no Brasil, esse é o principal fator externo à escola a influenciar o aprendizado e, portanto, a proficiência.


Indicador de contexto e o +Enem
Desenvolvido pela Meritt, uma empresa com larga experiência na divulgação de dados em avaliações externas (conheça o QEdu), o +Enem se destaca pela relevância que indicadores de contexto têm para promover a análise pedagógica dos resultados. O grupo “escolas semelhantes” e “escolas referência”, são exclusivos do +Enem, sendo selecionados a partir de um algoritmo que organiza escolas de mesmo nível socioeconômico e pondera a localização geográfica e a média obtida em cada área do conhecimento.

As “escolas semelhantes” representam aquelas que a escola pode se comparar pelos resultados e nos relatórios possuem os rendimentos agregados para a comparação de desempenho nas habilidades e nos itens. As “escolas referência” são aquelas de mesmo nível socioeconômico, porém, com médias superiores à escola, representando, portanto, uma meta plausível de rendimento para os alunos.